Manaus, 24 de Setembro de 2020

Mesmo com pandemia, vendas de imóveis caem apenas 2,2% no primeiro semestre de 2020 em relação a 2019
24 de agosto de 2020

Embora as incertezas por causa da pandemia de Covid-19 tenham interrompido uma tendência de crescimento que vinha desde janeiro de 2018, os impactos no mercado imobiliário brasileiro foram menores que os estimados anteriormente. Na comparação entre o 1º semestre de 2020 e o 1º semestre de 2019, as vendas caíram apenas 2,2%.

Os números fazem parte do estudo Indicadores Imobiliários Nacionais do 2º trimestre de 2020, realizado pela CBIC e pelo Senai Nacional, divulgados na manhã desta segunda-feira (24).

Lançamentos

Enquanto as vendas sofreram quedas leves, houve grande diminuição no número de lançamentos. Adiamentos em função da pandemia levaram a uma queda de 43,9% no número de lançamentos no 1º semestre de 2020, na comparação com o mesmo período de 2019.

Amazonas

A pesquisa coletou e analisou dados de 132 municípios, sendo 19 capitais, de Norte a Sul do Brasil. Algumas cidades foram analisadas individualmente ou dentro das respectivas regiões metropolitanas, sendo uma delas a capital amazonense.

Manaus faz parte dos 72,5% dos locais que obtiveram queda nos lançamentos imobiliários. Em contrapartida, a capital amazonense esteve nos 32,5 locais pesquisados que obtiveram aumento nas vendas, se comparado os dados do segundo trimestre de 2020 com os do ano anterior.

Para conferir na íntegra os resultados da pesquisa, acesse aqui: Indicadores Imobiliários Nacionais – 2º trimestre de 2020 [CBIC]

*SINDUSCON-AM, construção com representatividade*