Manaus, 03 de Julho de 2020

SINDUSCON-AM prepara documento com propostas de melhoria na manutenção dos empregos e novas contratações do setor da Construção Civil ao Comitê de Crise do Governo do Amazonas
28 de abril de 2020

Em cumprimento após reunião realizada na tarde desta segunda-feira (27/04), o SINDUSCON-AM, por meio da Comissão de Crise da Construção Civil e Imobiliário, preparou um documento contendo ideias para manter as empresas do setor ativas e novas contratações ao Governo do Estado do Amazonas. Além do sindicato, a Ademi-AM e o Codese Manaus também participaram da comissão.

Dentre as propostas presentes no documento estão: a atribuição da responsabilidade pelo licenciamento do SINAFLOR exclusivamente ao IPAAM, em acordo com a prefeitura de Manaus, em um prazo máximo de 15 dias; a respeito da atuação do Corpo de Bombeiros que o órgão estabeleça um prazo máximo de 15 dias para licenciamento dos projetos e será encaminhada ao Comitê de Crise uma minuta de lei regulamentando a atuação do órgão; solicita que em ambas secretarias licenciadoras, os processos sejam digitais, eliminando papel e burocracias.

O quarto item levado ao Comitê de Crise é relacionado a contratação de obras emergenciais (neste período de calamidade contratadas sem licitação), que o poder público estenda ao maior número de empresas associadas cadastradas na Comissão Geral de Licitações (CGL). O SINDUSCON-AM ressalta que os itens que não foram inseridos relacionados a obras públicas no documento serão tratadas diretamente em outro ofício à CGL.

O SINDUSCON-AM acredita que com essas medidas apontadas e implementadas, o serviço público estará contribuindo de forma significativa para bem atender os anseios do Amazonas neste momento de crise e no período de pós-pandemia.

CARTA AO COMITE DE CRISE – SINDUSCON, CODESE E ADEMI

SINDUSCON-AM, construção com representatividade.

📱(92) 8423-0706
📞3622-6525
📧 atendimento@sinduscon-am.org.br